Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2013

53 anos sobre a morte de Las Mariposas

Imagem
Passam 53 anos sobre o assassínio das três irmãs Maribal, Pátria, Minerva e Antónia Maria, conhecidas como Las Mariposas. Foi a 25 de Novembro de 1960, na República Dominicana, devido à sua persistente oposição ao ditador Trujillo. Quando Trujillo chegou ao poder, a família Maribal perdeu a casa e todos os bens. As três mulheres acreditavam que Trujillo levaria o país ao caos e formaram um grupo de oposição ao regime, que passou à História como Las Mariposas.As três foram presas e torturadas várias vezes, não obstante, continuaram a luta contra a ditadura. Trujillo decidiu acabar com elas, enviando homens para as intercetar quando iam visitar os seus maridos, que se encontravam detidos. Las Mariposas foram levadas para uma plantação de cana-de-açúcar, onde foram apunhaladas e estranguladas. Trujillo acreditou que havia eliminado um dos seus grandes problemas, mas o triplo assassínio provocou ondas de choque enormes. A morte de Las Mariposas causou grande comoção em todo o país e levou o…

PINN - Portuguese Independent News

Imagem
Os meus amigos que têm o bom hábito de frequentar esta página, poucos mas bons, aperceberam-se que ela tem andado um pouco abandonada nos últimos tempos. Responsabilidade minha e só minha, claro. Mas, na verdade, o tempo tem aquela particularidade que o coloca paralelamente ao dinheiro, recusa-se a esticar. Porém, se com este, poupando, podemos fazer mais coisas, com o tempo, não há solução, inapelavelmente ele desaparece, deixando apenas aquilo que conseguirmos fazer com ele.  Tudo para dizer que além de andar arredado da ficção, porque me envolvi num mestrado em História Contemporânea, há cerca de dois meses aceitei o convite para passar a escrever num sítio noticioso da Internet: o PINN, ou Portuguese Independent News. O meu compromisso é escrever umas crónicas de opinião sobre o que me der na real gana, como acontecia, e vai continuar a acontecer, neste A-de-Mar, que completou 4 anos de existência no passado mês de Outubro e nem direito a champanhola teve. O que faz o tempo escoar-…

Uma lamparina com um toque de samba

Imagem
Uma amiga brasileira, Fátima Dantas, artista plástica e leitora dos meus livros, numa recente viagem que fez ao nosso país, quis brindar-me com uma prenda... e que prenda.

Obrigado, Fátima

Camus' Death & Lovers (Rare BBC Documentary)

Um pequeno filme, pouco mais de 6 minutos sobre a morte de Camus, hoje, 7.11.2013, dia em que se comemora o centenário do seu nascimento.  Temos algo em comum: ele morreu na madrugada do dia 4 de Janeiro de 1960 e, exactamente por essas horas, numa aldeia transmontana, que fica num vale encantado do concelho de Vinhais, uma mulher sofria as dores do parto e nascia um puto. Era a minha mãe e eu. Não, infelizmente não houve transmissão de talento, pelo menos na quantidade que eu queria. Albert Camus é um dos grandes escritores que o mundo pariu e um meus favoritos desde que, há muitos anos, descobri O Estrangeiro, cuja leitura devia ser obrigatória por lei.  
http://www.youtube.com/v/gkOCJp0m7b8?version=3&autohide=1&autoplay=1&showinfo=1&attribution_tag=FVDwvHKsfyH4qpAWXnb-QA&feature=share&autohide=1