sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Debate sobre literatura em Vila Franca de Xira

Debate sobre literatura no anfiteatro da Junta de Freguesia de Vila Franca de Xira, na próxima 4ª feira, dia 5, pelas 21h30, com os professores e escritores Maria Alzira Seixo, Miguel Real e Eugénio Lisboa. A não perder e, já agora, para divulgar.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Visita à Escola D. João V, na Damaia

Fotos e texto recolhidos no blogue «Entre Livros»


«No dia 21 recebemos na biblioteca a visita do autor do livro do mês, Carlos Ademar, que dinamizou uma sessão para alunos dos cursos CEF e Profissionais.
O autor falou do seu livro, ”O Bairro” que aborda a dinâmica social e criminal na Cova da Moura e de algumas personagens, sublinhando as três personagens femininas que mais se destacam no livro e pretendem simbolizar a importância do papel da mulher em contextos sociais como aquele.
A sessão foi particularmente enriquecedora para os alunos».

sábado, 25 de janeiro de 2014

Quando sapateiros querem tocar rabecão

A propósito da corrente de saídas de autores portugueses da Leya,fui encontrar este texto na página do Facebook de Gonçalo Bolhosa.


“eles não falam de livros, mas de produtos, não falam letras mas de números, não falam de leitores mas de compradores”

Luis Sepúlveda sobre a Leya in Público


“prefiro estar numa editora em que não seja preciso esperar três anos para que as pessoas saibam quem eu sou”

Mário de Carvalho sobre a Leya in JL


"Falta de visibilidade para obra de José Saramago" é a principal razão para o fim da colaboração de décadas entre a Editorial Caminho e as herdeiras do único Prémio Nobel da Literatura de língua portuguesa.”
“A crítica à ausência de promoção condigna ao valor da obra saramaguiana pelo grupo editorial LeYa é o único comentário realizado por fontes próximas das herdeiras no seguimento do comunicado”

in Diário de Notícias, Artes

“a leya matou a identidade das editoras”

“isto não é como juntar as salsichas Nobre com as Aveirense”

Miguel Sousa Tavares aponta como motivação para a saída “um desentendimento a nível do que eu considero dever ser uma relação de cavalheiros”

Miguel Sousa Tavares in Público

Agualusa, Zimler, Rosa Mendes, Paulo José Miranda, Almeida Faria, o best-seller Francisco Salgueiro e João Tordo abandonaram a LeYa por causa do
“óptimo trabalho de divulgação e vendas das suas obras”.

Sobre as (não) razões apresentadas por João Tordo para a sua saída da LeYa.
in Público

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Mimos que dão alento


«Ouvi falar deste Senhor como Profissional e como Escritor, posso afirmar que para mim é uma referência... Posso ainda dizer que me "prendeu" durante muitas noites... a estas obras . 
Obrigado Carlos Ademar»

Da página de Facebook de Bruno Marriço. 
Obrigado Bruno


terça-feira, 21 de janeiro de 2014

domingo, 19 de janeiro de 2014

Revista Investigação Criminal, nº6

Já está à venda o nº 6 da Investigação Criminal, a melhor (talvez a única) publicação a este tema dedicada em Portugal. O tema forte deste número é a Psicologia Criminal. 

Eis o Índice:
p. 6 Psicologia criminal e judiciaria – Direcção Editorial

p. 10 Explicar o comportamento criminoso: o contributo da Psicologia – Rui Abrunhosa Goncalves
p. 34 Salud Mental de Menores Infractores – Carla Alves; Manuel Vilarino; Ramon Arce
p. 50 O método de recurso a Spotters enquanto instrumento de detecão proactiva na seguranca de eventos – Koos Barten
p. 78 Desenvolvimento de perfis de infratores em crimes de furto qualificado – Bryanna Hahn Fox; David Philip Farrington; Michael Chitwood; Edith Janes
p. 92 Reconhecimento, registo e recolha: a política dos 3R da investigação criminal a partir de uma analise sociológica do contexto português – Susana Costa
p. 126 Sádico ou nao-sádico, eis a questão – José Martins Barra da Costa
p. 142 Prevention of extremism and terrorism in the Czech Republic – Michal Hořejši
p. 162 Abstracts – Resumos
p. 164 Assinaturas


Agostinho da Silva entrevistado por Manuel António Pina

Agostinho da Silva entrevistado por Manuel António Pina

Um verdadeira delícia...

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

No Limite da Dor - Antena 1

Desde que me conheço que sou um bom ouvinte de rádio e há muito tempo que sou «cliente» diário da Antena 1. Francamente, do pouco que me arrogo dizer que sei, acho que uma parte importante foi-me transmitido pela rádio. Não falo apenas da espuma dos dias que nos chega a cada hora com as notícias, mas de cultura em geral e de História em particular. Sempre me lembro de ouvir programas muito interessantes, mas nos últimos anos permito-me destacar os nomes de duas senhoras, verdadeiras apaixonadas por este tipo de rádio: Ana Aranha e Iolanda Ferreira. São vários os títulos dos programas por elas realizados em duo ou em separado, por mim considerados imperdíveis: Vidas que Contam; à Volta dos Livros (comandado agora por Ana Daniela Soares); A Vida dos Sons; Começar de Novo.

No próximo sábado, às 9h00, hora a que era emitido A Vida dos Sons, vai para o ar o 3º episódio do novo programa de Ana Aranha, No Limite da Dor, que aborda a polícia política do antigo regime, ou mais propriamente, as marcas que deixou nas suas vítimas. Consiste na transmissão de entrevistas efetuadas a uma dúzia de ex-presos políticos que conheceram o lado negro da tortura e que se dispuseram a contar as suas dispensáveis experiências. O próximo entrevistado será José Pedro Soares, um dos presos que mais tempo foi submetido à tristemente célebre tortura do sono. A não perder.  

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Homer Simpson VS Cristiano Ronaldo - HD .mp4



A Bola de Ouro é bom, mas entrar nos Simpsons é super.

Batalha de La Lys - documentário

Batalha de La Lys - documentário

«A história é uma ficção controlada. A verdade é coisa muito diferente e jaz encoberta debaixo dos véus da razão prática e da férrea mão da angústia humana»

Agustina Bessa Luís  - Adivinhas de Pedro e Inês

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

«O Chalet das Cotovias» ainda mexe

«É uma bela tarde para estar com uma mantinha a ler o livro de Carlos Ademar que já me "prendeu" completamente!»

Diretamente da página do Facebook de Marina Tojeira - uma amiga com um gosto refinadíssimo.  

domingo, 12 de janeiro de 2014

Roberta Flack - The First Time Ever I Saw Your Face (Original Footage) 1969



Neste Domingo cinzento, frio, chuvoso, uma lareira que teima em não aquecer, um café forte demais e morno, mas tudo isso é irrelevante face a esta magnífica interpretação, talvez a melhor de uma grande, grande canção de amor.  

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

A Bela Adormecida ou o tempo para o silêncio

Muito bom. «Faltava-me tempo para o silêncio». Não interessa a fama «gosto é de ser reconhecida por uma criança de um ano». Uma lição de vida, principalmente para aquela malta que ocupa todo o seu tempo a pensar em ser vedeta e que tudo faz para ter os seus cinco minutos de sucesso. Cabeça na Lua, mas sem tirar os pés da terra.
A Bela Adormecida é Lena d`Àgua e o documentário transpira sensibilidade e ela é um grande ser humano. Só vendo...

http://lugardoreal.com/video/bela-adormecida/alta/