A Palavra aos Leitores - Estranha Forma de Vida

Enquanto não chega o novo livro, O Bairro, vamos espreitando o que ficou escrito sobre os anteriores. Já demos a palavra ao realizador Lauro António relativamente a O Homem da Carbonária, deixamos hoje um excerto do artigo de Miguel Sousa Tavares em que se refere a Estranha Forma de Vida, saído na edição do semanário Expresso de 8 de Setembro de 2007.

«Os deputados da oposição acharam determinante ouvir o ministro da Administração Interna para que ele esclareça porque razão a GNR não correu à bastonada aquela trupe que destruiu um hectare de milho transgénico. Há prioridades e prioridades. Recomendo aos deputados, que, se porventura querem melhor e mais delicado assunto para questionar o ministro, percam umas horas a ler um livro saído recentemente, que se chama 'Estranha Forma de Vida', assinado por Carlos Ademar, nome incompleto de um inspector da PJ no activo. Trata-se de um arrepiante e absorvente "thriller" policial, baseado em casos e personagens reais. Está lá descrito ao pormenor como funciona o universo do submundo da noite de Lisboa e do Porto, recentemente tão badalado: os ginásios onde se formam os 'seguranças' e se lhes distribui esteróides, o controlo do tráfico de droga, armas e mulheres, os assassínios a mando, as guerras de gangues pelos contratos de segurança das casas e também... a conivência de alguns polícias. Depois de lerem o livro, vão perceber porque razão acontecem muitas coisas e outras não acontecem, e seguramente que terão muitas perguntas perigosas a fazer ao ministro, a que ele não saberá responder.»

Miguel Sousa Tavares

Mensagens populares deste blogue

Na Vertigem da Traição IV