Memórias do Exílio - Livro


Tenho o grato prazer de comunicar que terminei hoje o meu trabalho para este novo projecto. A exemplo do que fizemos para No Limite da Dor, que começou por ser um programa de rádio, no caso a Antena 1, da autoria de Ana Aranha, e depois transformamos em livro, vamos repetir o modelo com este Memórias do Exílio. O modelo é o mesmo e a ideia também: para que a memória não se perca e tudo fique ao alcance da mão. 

Neste caso são doze entrevistas de homens e mulheres que, interrompendo o caminho que tinham sonhado, viram-se obrigados a abandonar o país para não serem presos ou para não alimentarem o exército colonial e uma guerra em que não acreditavam. E nem tudo foi fácil, como será fácil concluir, e que os testemunhos bem documentam.

Se os autores, Ana Aranha e este Vosso amigo, terminaram o trabalho, é tempo de entrar a editora, a Parsifal, e o editor, Marcelo Teixeira. É tempo da paginação, da revisão e da impressão, para que lá para final de Março, tenhamos à disposição mais um (sério) contributo para fazer a História do Estado Novo.   

Mensagens populares deste blogue