O altar à santa administração em «O Chalet das Cotovias»

Seleçção de Antonio Ganhão na página «Direito, Justiça e Literatura» do Facebook

«…conduziu-os por um corredor a um escuro gabinete, onde atrás da secretária preta se escondia uma senhora idosa, vestida de preto da cabeça aos pés. No meio daquela penumbra, só o seu rosto de cera se destacava. Para o chefe, faltavam dois castiçais com velas acesas a ladear a mulher para que o espaço se confundisse com um altar, no caso dedicado à santa administração. A funcionária envelhecera a cumprir a sua árdua tarefa e acabara por morrer no seu posto de trabalho. Como santa que era, o seu corpo não se corrompeu e, para homenagear a administração portuguesa, deixaram-na ficar.»

O Chalet das Cotovias, de Carlos Ademar

Mensagens populares deste blogue

Na Vertigem da Traição IV

Salvador Sobral - Amar Pelos Dois - Esqueçam lá o estigma do Festival da Canção