No Limite da Dor - Antena 1

Desde que me conheço que sou um bom ouvinte de rádio e há muito tempo que sou «cliente» diário da Antena 1. Francamente, do pouco que me arrogo dizer que sei, acho que uma parte importante foi-me transmitido pela rádio. Não falo apenas da espuma dos dias que nos chega a cada hora com as notícias, mas de cultura em geral e de História em particular. Sempre me lembro de ouvir programas muito interessantes, mas nos últimos anos permito-me destacar os nomes de duas senhoras, verdadeiras apaixonadas por este tipo de rádio: Ana Aranha e Iolanda Ferreira. São vários os títulos dos programas por elas realizados em duo ou em separado, por mim considerados imperdíveis: Vidas que Contam; à Volta dos Livros (comandado agora por Ana Daniela Soares); A Vida dos Sons; Começar de Novo.

No próximo sábado, às 9h00, hora a que era emitido A Vida dos Sons, vai para o ar o 3º episódio do novo programa de Ana Aranha, No Limite da Dor, que aborda a polícia política do antigo regime, ou mais propriamente, as marcas que deixou nas suas vítimas. Consiste na transmissão de entrevistas efetuadas a uma dúzia de ex-presos políticos que conheceram o lado negro da tortura e que se dispuseram a contar as suas dispensáveis experiências. O próximo entrevistado será José Pedro Soares, um dos presos que mais tempo foi submetido à tristemente célebre tortura do sono. A não perder.  

Mensagens populares deste blogue

Salvador Sobral - Amar Pelos Dois - Esqueçam lá o estigma do Festival da Canção

Na Vertigem da Traição IV