domingo, 12 de outubro de 2014

Carlos Ademar na Sociedade da Língua Portuguesa

Foi no último dia de Setembro, no Hotel Açores Lisboa e jogava o Sporting e eu não pude ver. O Sporting perdeu. A noite foi boa, podia ter sido óptima, se as coisas em Alvalade tivessem corrido melhor. 
Foi mais um jantar organizado pela Sociedade da Língua Portuguesa e desta vez o escritor convidado foi este Vosso amigo. Para apresentar o convidado, Miguel Real, que fez uma leitura de O Chalet das Cotovias muito inteligente, sem surpresa, e, diga-se, elogiosa. O seu texto já consta no Portal da Literatura - leiam que vale bem a pena. Quanto a mim, falei do Chalet, de No Limite da Dor, e, essencialmente, do Estado Novo e do seu aparelho repressivo. Muitas intervenções, noite animada, jantar gostoso em boa companhia. Muito bom! 


 Com o meu editor de sempre, primeiro na Oficina do Livro e desde 2013 na Parsifal, Marcelo Teixeira
 Aqui com José Zaluar, autor de todas as fotografias, menos desta, bem entendido. Obrigado José.


Já à mesa e sem casaco. Muito calor. Com Miguel Real e as respectivas caras metade, Minoca e Filomena.

Miguel Real em plena intervenção 

Benjamim Monteiro, a alma mater do evento

 A minha vez. Não me estava a apoiar, estava ainda na fase de me levantar. Para que conste


Marcelo, a mana Paula e a Minoca, que quiseram marcar presença