Dias Convencionados

Ontem, dia convencionalmente dedicado às mães, um homem na casa dos 40 e uma mulher com mais de 70, estavam sentados à mesa do restaurante onde fui. Já comiam quando entrei e só comiam e olhavam para os lados, não falavam. Nem falaram quando terminaram a refeição ou enquanto esperavam o café, que ela não tomou. Cheguei a pensar que a senhora sofria de algum problema de saúde que lhe limitava a comunicação e tudo se explicava, mas não. No fim, quando o homem abriu a carteira para pagar a conta, percebeu que o dinheiro não chegava e pediu 10 euros à «mãe» e esta passou-lhe uma nota de 20, dizendo-lhe para guardar o resto.

Mensagens populares deste blogue

Na Vertigem da Traição IV