Dia Internacional da Memória do Holocausto

Com um dia de atraso, mas sempre a tempo de contribuir para preservar a memória. 
Completaram-se ontem, 27 de Janeiro, 58 anos sobre a libertação do Campo de Concentração de Auschwitz.



Estes olhares, além de nos envergonharem enquanto homens, interrogam-nos: «Porquê?»



A profunda tristeza destes rostos devia ser uma lição para a Humanidade. Não sei se é... 





Primo Levi escreveu

Vós que viveis tranquilos
Nas vossas casas aquecidas,
Vós que encontrais regressando à noite
Comida quente e rostos amigos:
Considerai se isto é um homem
Quem trabalha na lama
Quem não conhece a paz
Quem luta por meio pão
Quem morre por um sim ou por um não.
Considerai se isto é uma mulher,
Sem cabelo e sem nome
Sem mais força para recordar
Vazios os olhos e frio o regaço
Como uma rã no Inverno.
Meditai que isto aconteceu:
Recomendo-vos estas palavras.
Esculpi-as no vosso coração
Estando em casa, andando pela rua,
Ao deitar-vos e ao levantar-vos;
Repeti-as aos vossos filhos.
Ou que desmorone a vossa casa,
Que a doença vos entrave,
Que os vossos filhos vos virem a cara.



Mensagens populares deste blogue

Na Vertigem da Traição IV