Os condenados, os não condenados e os inocentes (ou talvez não) que tudo pagam

Na Alemanha, houve condenações judiciais por corrupção em negócios que envolveram a venda de vários submarinos à Grécia e a Portugal. Na Grécia, o ministro dos submarinos foi também condenado, não pelos ditos, mas por não ter conseguido provar a riqueza que ostentava. Em Portugal, o que aconteceu na Grécia é impossível: Assim, está um dia agradável de meia estação, onde as nuvens se mostram em força, enquanto os portugueses preparam o petisco para logo estarem em frente da televisão a ver o jogo e, até lá, vão lançando umas «bocas» no Face... Viva Portugal!

Mensagens populares deste blogue

Na Vertigem da Traição IV