terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Pois que viva Espinosa!

Do Facebook do professor José Adelino Maltez, surripiei alguns pensamentos do grande e quase português Espinosa. 

"Facilmente veremos em que se diferencia o homem que se conduz apenas pelo afeto, ou pela opinião, do homem que se conduz pela razão. Com efeito, o primeiro, queira ou não, faz coisas que ignora inteiramente, enquanto o segundo não obedece a ninguém mais que a si próprio e só faz aquelas coisas que sabe serem importantes na vida e que, por isso, deseja ao máximo. Chamo, pois, ao primeiro, servo, e ao segundo, homem livre. " (Espinosa, Ética IV, prop 66, esc)

"A virtude com a qual o homem livre evita os perigos revela-se tão grande quanto a virtude com a qual ele os enfrenta” (Espinosa, Ética IV, prop 69)

"O homem livre jamais age com dolo, mas sempre de boa fé” (Espinosa, Ética IV, prop 72)

"Só os homens livres são muito gratos uns para com os outros” (Espinosa, Ética IV, prop 71)

Era só isto. Obrigado!