Ainda o Natal

Na noite de Natal, a dada altura, alguém me perguntou alguma coisa e eu não respondi de imediato. A minha mãe, que bem me conhece, respondeu: tem a boca cheia de sonhos. Era verdade.

Mensagens populares deste blogue

Na Vertigem da Traição IV