E assim vamos cantando e rindo

Ouvi hoje uma boa definição para a situação em que vivemos - Portugal é como um navio que se está a afundar e, no entanto, os oficiais da tripulação continuam a lutar entre si para ver quem consegue chegar ao leme.
Eis um bom exemplo de quando os interesses individuais e dos grupos a que pertencem se sobrepõem aos do país, que é de todos nós - exactamente por isso morreu a Primeira República.
Van Zeller, antigo presidente da CIP, disse em entrevista que se Sócrates e Passos Coelho fossem fechados à chave por 3 ou 4 meses, os respectivos partidos resolveriam o problema português, que passa muito pelo entendimento mútuo.
Porque não acredito que os «oficiais» deixem de lutar pelo leme, ainda que façam glu-glu-glu, e também não acredito na hipótese posta pelo engenheiro Zeller, como forma de protesto pela leveza com que a classe política olha para Portugal e por todos nós, estou na iminência de, pela primeira vez, votar em branco. Não encontro outra solução e é com enorme desalento que o digo.

Mensagens populares deste blogue

Na Vertigem da Traição IV