A nossa base de dados de vistígios biológicos não serve

desviado de
«direitos outros»

«O ADN do preço

Já há cerca de cento e poucos perfis de ADN em armazém respeitantes a arguidos condenados e cuja inserção foi judicialmente determinada. Quando as previsões apontavam para uns bons milhares nesta altura do campeonato, não deixa de ser insólito que se venha dizer que o preço do desenho dos perfis tem sido um obstáculo ao sucesso da lei. Então não se sabe/sabia que em situação de monopólo os preços são sempre exagerados?

Publicada por A.R. »
 
 
Ora deixa ver... daqui a 20 anos teremos 2000, daqui a 40 anos 4000, mas entretanto muitos dos primeiros 2000 já morrerram... Apetece-me gritar: Vão-se catar mais a base de dados que fizeram. Assumam que não a querem, tenham coragem. Quantos criminosos não ficaram por condenar por isso? Quantos ficarão no futuro?

Mensagens populares deste blogue

Na Vertigem da Traição IV