O 1º de Maio já não é o que era

Este ano de 2011 fica marcado, definitivamente, como um ano diferente por todas as razões que favorecem o neoliberalismo (ou capitalismo selvagem, como gosto de lhe chamar) e mais esta: pela primeira vez desde o 25 de Abril de 1974, as grandes superfícies comerciais vão estar abertas no 1º de Maio. Deve ter uma leitura e todo este silêncio incomoda-me.

Mensagens populares deste blogue

Na Vertigem da Traição IV