Todos os dias são dias de Sophia

«Vemos, ouvimos e lemos, não podemos ignorar a bomba de Hiroshima, vergonha de nós todos»

Qualquer pretexto serve para evocarmos os nossos grandes, embora o que se passou neste dia de 1945 esteja longe de ser um pretexto qualquer.

Evoco também um tal Francisco Fanhais, lembram-se? Hoje é o presidente da Associação José Afonso, mas era padre, ainda que diferente da esmagodora maioria dos seus iguais. De tal sorte que em 1970 (?) fez sair o seu único disco, um LP com um título sugestivo, Canções da Cidade Nova, onde incluia este e outros poemas da Sophia.

Mensagens populares deste blogue

Na Vertigem da Traição IV