Maputo, 2011

Na sequência do post anterior, não posso deixar de escrever aqui que as expectativas que existiam face às mais do que previsíveis dificuldades da viagem, foram superadas, o que tornou péssimas estas 25 horas.
Mas estes meninos de Maputo, que fui encontrar acidentalmente no blogue de Francisco Júnior, nada têm que ver com isso e fazem-nos até esquecer muitas coisas amargas, mas, inevitavelmente, lembram-nos outras.

Mensagens populares deste blogue

Na Vertigem da Traição IV