Sporting, sempre

Aos Sportinguistas: Iniciámos a época mal, depois começámos a melhorar, a ganhar confiança e a dada altura, jogávamos o melhor futebol da primeira Liga portuguesa. Não há nesta análise rápida qualquer influência das lentes, que são, evidentemente, de cor verde. Estava eu em Maputo quando o Sporting foi à Luz fazer, talvez, o melhor jogo da época, contra um Benfica que se retraiu pela pujança do futebol do visitante. Concordamos que continua a não haver influência do meu clubismo na apreciação. Se ganhássemos passaríamos para primeiro na Liga, quando o jogo acabou, porém, o resultado era favorável ao anfitrião. 1 a 0 foi o resultado final, mas eu saí do restaurante satisfeito, os jogadores do Sporting haviam-se batido como leões e dignificaram a história de glória das camisolas que vestem.
Este jogo marca um ponto de viragem, de declínio, já que não voltámos a jogar bem e temos vindo a piorar a qualidade do nosso futebol ao ponto de, por vezes, ser confrangedor assistir a um jogo do Sporting, mesmo quando ganha. Os jogadores são os mesmos, o treinador igualmente, a direcção também. O que mudou então? Não sei, mas não posso deixar de associar aos efeitos psicológicos negativos causados por este jogo e à incapacidade da equipa técnica em conseguir ultrapassá-los, agravados, naturalmente, pela bola de neve que foi crescendo com o desacreditar.
Neste tempo que vivemos, o Sporting só perdeu a Taça da Liga, é verdade, mas todos sabemos que a Liga já era, e a Taça Europa, pelos tubarões que nela estão em competição, não se vislumbra que consiga ir muito além. Resta-nos a Taça de Portugal e este deve ser o único objectivo.
Aos Jogadores do Sporting: esqueçam a Luz, esqueçam a «falência técnica» (seja lá o que isso for estamos bem acompanhados), esqueçam os árbitros e os jornalistas imparciais, fixem-se nas camisolas e na melhor massa associativa do mundo; escavem a força que vos tem faltado onde quiserem mas, caraças, vão à Madeira inteiros e saiam de lá inteiros, embora cansados. Saiam de lá honrando quem por vós torce em cada jogo, e vive o clube como todos os que nele ganham o salário deviam viver.
É a última oportunidade de darem uma alegria aos adeptos esta época. Não a percam.  Spooooooortiiiiiiiiing

Mensagens populares deste blogue

Na Vertigem da Traição IV